21st Sep, 2007

Síndromes peritoníticos – Diagnóstico

Sob o ponto de vista do diagnóstico, a clínica permite, em cerca de 100% dos casos, fazer o diagnóstico sindromático. É muito raro que se tenham dúvidas quando se está perante uma peritonite. Depois tem que se determinar qual o grau de extensão local ou o grau de repercussão geral da situação. Por fim, tem que se ter uma ideia clara da localização inicial.
Mas, nem sempre é fácil determinar a causa da dor peritoneal, uma vez que há várias situações que cursam com dores de localização idêntica. No caso concreto da dor na fossa ilíaca direita:

 Apendicite aguda
 Perfuração de úlcera
 Ileíte regional
 Pielite
 Pancreatite aguda
 Colecistite aguda
 Diverticulite de Meckel
 Anexite (salpingites)

A dor periumbilical intensa ocorre em:
 Apendicite aguda (início)
 Obstrução do delgado
 Gastrite aguda
 Cólica intestinal
 Pancreatite aguda

O médico tem de estar atento para diagnósticos diferenciais e analisar o doente como um todo generalizando, por exemplo, toque rectal ou ginecológico, se for uma mulher, permitindo afastar diferentes causas para uma mesma situação.

Comments are closed.

Categories